16 de maio de 2014

Como Ele Vos Disse...


"Ele ressuscitou, não está mais aqui. Mas ide, dizei a seus discípulos e a Pedro que Ele vai adiante de vós para a Galileia; lá o vereis, como Ele vos disse."

Marcos 16:6,7


Não era para elas estarem espantadas.

Ao chegarem ao túmulo de Jesus, Maria, Maria Madalena e Salomé se assombraram ao ver um anjo e nenhum cadáver.

A surpresa, porém, poderia ter sido infinitamente menor se elas se lembrassem do que haviam ouvido.

Ao vê-las pálidas e trêmulas, o anjo diz:

- Ele ressuscitou, não está mais aqui. Vão para a Galileia e vocês o verão, como Ele vos disse.

Ora, Jesus já as havia avisado!

Em diversos momentos dos Evangelhos nós O vemos alertando seus discípulos e amigos: "Morrerei, mas ressuscitarei ao terceiro dia!".

Nenhum deles, no entanto, se lembrou disso no dia da Cruz. Ninguém na noite de sexta foi dormir feliz por se lembrar da promessa do domingo.

Certamente achavam que Jesus estava usando metáforas, falando da boca pra fora ou até mesmo contando uma piada.

Diante do túmulo, se esqueceram da promessa.

Diante dos fatos, se esqueceram da palavra.

Diante da morte, se esqueceram de Jesus.


***

Não é exatamente isso que acontece conosco? Se O ouvíssemos bem, talvez não choraríamos tanto...

"Como Ele vos disse", falou o anjo às mulheres, como quem quer dizer: "Por que o espanto? Ele não havia prometido?!".

O Céu hoje está nos perguntando o mesmo.

Por que tanto espanto? Apenas relembre as promessas que Ele já te fez.

A promessa de um casamento feliz.
A promessa de uma vida restaurada.
A promessa de um sonho concretizado.

O que Jesus um dia te disse, um dia se cumprirá. Por isso, não tema os "túmulos" que surgirem em seu caminho. Eles são inevitáveis, mas também ineficazes.

Dias ruins não anulam a promessa de paz.
Lutas perdidas não anulam a promessa de vitória.
Camas vazias não anulam a promessa de felicidade.

Não viva segundo o que seus olhos veem, mas segundo o que seu coração ouviu. Não seja guiado por circunstâncias passageiras, mas se paute em promessas eternas!

Jesus não brinca quando nos promete algo, nem volta atrás no que disse. Se Ele prometeu vencer a morte, você já pode festejar em frente ao túmulo...


6 de maio de 2014

Você Tem Um Rio


"Bebe a água da tua própria cisterna e das correntes do teu poço."

Provérbios 5:15


Se sua alma fosse um rio, qual seria a qualidade da água produzida por ela?

Para facilitar sua resposta, coloco opções:

a) Poluída pelo pecado que você não abandona
b) Repleta de lixo proveniente de excesso de mágoas e falta de perdão
c) Gelada demais, reflexo de sua frieza para com os outros
d) Fervente, assim como suas constantes explosões de ira
e) Límpida, perfeita, própria para o uso medicinal

Caso você esteja desanimado com sua resposta, aí vai um consolo: Em toda a História, apenas um homem pôde marcar a letra e) e o nome dele é Jesus Cristo. Nós, seus imitadores, nos dividimos entre as quatro opções restantes.

Mesmo assim, ciente de nossas imundícies, Deus nos manda "beber a água de nossa própria cisterna". e descobrir que, embora contaminada, ela pode ser consumida.

O Senhor está nos falando sobre contentamento.

Há pessoas que sofrem cobiçando a água alheia, esquecendo-se da própria. Morrem de sede, mesmo morando à beira do rio. Sonham com o que queriam ter e se esquecem do que já têm.

Pelo bem de sua própria pele, abandone esse grupo.

Creio, porém, que a autoaceitação também estava na pauta de Deus.

Muitos possuem água doce, mas insistem em dizer que elas são amargas. São pessoas que não se maravilham com o rio, mas o observam somente para criticá-lo. Não adianta ver a água, elas sempre pensam que não é o suficiente.

Será que este é o seu retrato? Se sim, rasgue-o hoje e beba da água que você vem desprezando há tanto tempo.

Por fim, Deus também nos falava sobre. Afinal, é difícil olhar para a nossa própria cisterna e crer que há bons recursos nela.

Nos achamos incapazes, inconstantes, insensíveis. E de fato somos tudo isso, mas nos esquecemos de que, em Cristo, nos tornamos imbatíveis!

Há quem pense que sua cisterna está vazia. Ela não está. Ou por acaso Deus lhe mandaria beber de onde não há água?

Há amor em seu coração.
Há beleza em seu corpo.
Há dons em seu espírito.
Há esperança para você.

Você só precisa beber das águas que Deus te deu. Mergulhe sem medo e descubra que, no rio de Deus, o impossível se torna possível.

É possível ser feliz exercendo a profissão que você ama.
É possível ser feliz mesmo tendo defeitos.
É possível ser feliz namorando de forma santa.

Alguns dirão que você passará sede, mas Deus te garante que não faltará água!


***

É como se estivéssemos num deserto escaldante e alguém nos oferecesse água gelada. Não questionaríamos sua procedência, apenas a beberíamos.

Olhe para o seu próprio rio e você verá o próprio Deus.

4 de maio de 2014

O Esconderijo do Altíssimo


"O que habita no esconderijo do Altíssimo..."

Salmos 91:1


Deus já provou ser um exímio construtor.

Olhe para a delicadeza dos flocos de neve, a imponência das montanhas, a beleza avassaladora do mar.

Seu maior projeto arquitetônico, porém, somos nós. Se Deus tivesse que mostrar apenas uma foto de toda a sua Criação, Ele mostraria um dos nossos selfies. Nós - e não a neve, as montanhas ou o mar - somos a Sua paixão.

E o que fazemos por quem amamos? Cuidamos, é claro! Deus tem cuidado de você ao te guardar em vida, prover seu alimento e até mesmo providenciar este computador, tablet ou celular que permite que você leia este texto.

No entanto, quem ama nunca se contenta com o básico. E a primeira frase do Salmo 91 revela uma das maiores surpresas arquitetadas por Deus especialmente para nós:

Ele nos construiu um esconderijo!

Um lugar de alívio, paz, segurança, alegria, amor e o pacote completo. Um lugar feito sob medida para você. Por favor, imagine-O construindo este esconderijo tão apropriado.

Na parede, fotos. Algumas mostram a família que Ele te deu; outras retratam as conquistas que Ele te concedeu, enquanto em outras estão as imagens das promessas que Ele te fez.

No quesito segurança, o local é divino. A porta do esconderijo abre somente por dentro. Por mais que tentem, seus inimigos jamais conseguirão te incomodar lá.

Caprichoso, Deus decorou o lugar com suas cores favoritas, encheu a geladeira e investiu em móveis novos. E o melhor: o quarto d'Ele é conjugado ao seu!

Quantos de nós temos precisado de um lugar assim?

Um esconderijo que nos proteja de um patrão injusto.
Um esconderijo que nos livre de más lembranças.
Um esconderijo que nos ajude a renovar as forças.
Um esconderijo que permita que sejamos nós mesmos.
Um esconderijo que fale sobre fé, não sobre dor.

Estamos cansados de correr, batalhar e insistir. Você precisa se esconder por um tempo. E Deus, ciente disso, está te convidando para um lugar.

"Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo", diz o salmo. É permitido que moremos lá! Mas, agora que nos deliciamos ao visualizá-lo, precisamos descobrir onde ele fica...


***

A primeira boa notícia é que o esconderijo do Altíssimo não fica longe. A segunda, é que a porta está aberta. (OBS: Não use chaves, basta pôr seu dedo na fechadura)

E, por fim, uma ótima notícia: o esconderijo está pronto e Deus à sua espera. Para chegar lá, basta pegar uma carona em Seu amor.

O esconderijo do Altíssimo é o próprio Altíssimo. Deus quer que moremos n'Ele. Não apenas "com" Ele, mas n'Ele. Não "ao lado", mas dentro. Não colados, mas integrados!

Que deitemos em seu colo enquanto estamos no ônibus.
Que sentemos ao seu lado na fila do banco.
Que conversemos com Ele no café da manhã.
Que falemos daquilo que nos irrita.
Que compartilhemos o que nos fascina.

Consegue entender isso? O esconderijo do Altíssimo não é uma fuga do mundo real, mas a solução para enfrentá-lo. Não é um lugar, mas um estilo de vida.


***

Um Deus que constrói esconderijos é um Deus que entende nossas fraquezas. Ele poderia nos mandar às favas, mas nos pegou no colo.

Por isso, cobre-se menos e ame-se mais.

Pois, quando você estiver fraco, é aí que estará forte. No esconderijo do Altíssimo, seu único trabalho é descansar...


2 de maio de 2014

Deus no Poço


"Cansado da viagem, assentara-se Jesus junto à fonte, por volta do meio-dia. Nisto, veio uma mulher samaritana tirar água. Disse-lhe Jesus: Dá-me de beber."

João 4:6,7


Ao acordar pela manhã, sua agenda estava vazia.

Sem compromissos. Sem voos. Sem reuniões.

Aquela mulher tinha apenas uma tarefa: buscar água para o almoço.

A Bíblia não o diz, mas gosto de imaginar que fazia calor naquele dia. Por isso, a mulher pega o seu cântaro (uma espécie de "balde" usado na época) e vai ao poço da cidade apanhar água.

Chegando lá, ela mal arregaça as mangas, quando um homem lhe pede:

- Me dê um pouco d'água.

Ela não sabia (nós sim!), mas o sedento se chamava Jesus Cristo e estava pronto para matar a sede da sua alma.

A mulher logo percebe que o homem é israelita. O que estaria Ele fazendo na cidade de Samaria? Judeus e samaritanos não se falavam! Era o equivalente a um palmeirense tirando uma soneca no meio da torcida do Corinthians.

Jesus, no entanto, estava ali para buscá-la.

Ele puxa assunto ambos conversam sobre água, Deus, os profetas, a adoração e, finalmente, sobre a vida sentimental daquela mulher.

Jesus revela algo que a deixa constrangida: Ela já havia sido casada cinco vezes (!) e morava atualmente com um homem que não era seu marido.

Cristo, porém, não estava ali para acusar, mas para salvar. A conversa é curta, mas seu impacto é eterno.

A mulher deixa o poço ciente de ter visto e crido no Filho de Deus e começa a anunciar as boas-novas pela cidade.

Ela nem se lembra da água que havia ido buscar. Ela sai e deixa o cântaro no chão, sem notar tê-lo esquecido.

Quando Jesus chega, a sede se vai.


***

Poderíamos falar muito sobre este encontro, mas quero que nos concentremos na agenda vazia, deixada pela mulher ainda em casa.

Quero que você imagine a samaritana mal-falada pela vizinhança caminhando rumo ao poço, sem sequer imaginar que Jesus a esperava.

Quero que você compare a insignificância dela com a majestade d'Ele.

E agora quero que você olhe para dentro de si, para o seu poço, e descubra que Jesus está te esperando !

Ele caminha pelas "Samarias" do nosso coração e nos espera no poço de nossa alma.

Ele nos espera no poço da decepção.
Ele nos espera no poço da raiva.
Ele nos espera no poço da tristeza.
Ele nos espera no poço da doença.
Ele nos espera no poço da infelicidade.

Seja qual for o seu poço, Jesus quer ser o seu Deus! E o encontro entre vocês pode acontecer exatamente agora, durante a leitura deste texto.

Aquela mulher havia se levantado para um dia comum, mas recebeu um extraordinário. Jesus ainda faz coisas do gênero.

"Mas, Arthur, agora percebo que Ele me chama há muito tempo. Estou atrasado!". Não se preocupe, Ele ainda está lá. Ele nunca deixa um poço sem antes resgatar um filho.

Ele está esperando por você! E, para que o papo seja mais produtivo, aí vai um conselho: deixe seu cântaro de lado.

É contraproducente conversar com Jesus carregando um peso inútil nos ombros.

Deixe o cântaro do orgulho.
Deixe o cântaro do medo.
Deixe o cântaro da autossuficiência.
Deixe o cântaro do passado.
Deixe os cântaros vazios.

Jesus, o Filho de Deus, tem muito mais do que água. Ele é, na verdade, a resposta para a sede que está há muito tempo matando o seu coração.

28 de abril de 2014

Aflito, mas Confiante


"No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo."

João 16:33


O que você gostaria de ouvir Jesus falar?

Eu tenho minha própria lista:

"Arthur, tudo dará certo!"
"Não tenha medo!"
"Fique tranquilo, será fácil!"

Creio que a lista dos discípulos era parecida com a minha.

Após três anos testemunhando os mais diversos milagres, eles só queriam ainda mais milagres acompanhados de uma boa dose de paz e provisão.

Até que Jesus diz "a tal frase":

- No mundo, vocês terão aflições.

Ora, Senhor, por quê?

Aquele que venceu a morte não poderia evitar multas de trânsito, boletins ruins e doenças degenerativas?

Aquele que tem nas mãos as chaves do inferno não poderia fazer com que casas próprias e carros novos caíssem do céu?

Por que Jesus não riscou a palavra "aflições" do nosso mapa?

Acho que a resposta está nas mãos d'Ele. Olhe para elas. Ainda trazem as marcas dos pregos. Seu corpo ainda possui as cicatrizes da Grande Aflição.

Elas não são, porém, apenas o lembrete de uma grande dor, mas o símbolo de uma grande vitória! Aí está o papel das aflições: elas são a ponte que nos leva à vontade de Deus!

Foi assim com a Cruz. Quem visse Jesus estendido lá, diria: "Ele está perdido!". Três dias depois, Israel gritava: "Ele ressuscitou!".

Aflições servem para isso. Elas anunciam o poder de Deus e cantam a sua glória."No mundo, passais por aflições". Prepare-se para as lágrimas. Há cruzes na esquina.

Jesus, no entanto, ainda tinha mais a dizer...


***

Dê um close no sorriso de Jesus enquanto Ele arremata:

- Mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.

O ; indica uma pausa. Jesus respirou e sorriu por um segundo antes de dizer por que deveríamos ficar em paz.

Ele já venceu as aflições que te assustarão. Percebe o contraste entre o tempo dos verbos? Ele já venceu (passado) as aflições que teremos (futuro). Como isso é possível?

Simples: A Cruz foi a vitória definitiva. O túmulo vazio esvaziou os roteiros que Satanás havia escrito para mim e você.

É como entrar em campo para um jogo de futebol contra o Barcelona e perceber que os pés do Messi e de todos os seus colegas estão atados. Não deixa de ser uma aflição, mas você sabe que ela não tem poder.

Sim, nós sentiremos medo; mas não, nós não sucumbiremos.


***

Lembra-se da minha lista de frases favoritas?

"Arthur, tudo dará certo!"
"Não tenha medo!"
"Fique tranquilo, será fácil!"

Acabo de perceber que Jesus as disse. Não com essas palavras, mas com ações.

Ele me disse que tudo dará certo, pois "venceu o mundo".

Ele me mostrou que o medo é inútil ao me pedir "bom ânimo".

Ele me contou que será fácil para mim, pois o trabalho será d'Ele.

Depois disso tudo, olhe para o que te aflige hoje e faça uma careta. Isso aí - seja lá o que for - está com os dias contados!

27 de abril de 2014

Os Olhos d'Ele na Minha Vida


Queria ter os olhos de Jesus.

Onde os outros viam pecado, Ele via perdão.

Ao olhar para os fracos, Ele detectava força.

Ao ver doentes, Ele já planejava a cura.

Jesus não vê a vida como nós a vemos.

Obstáculos que nos fazem chorar O fazem sorrir.

Ondas que nos afogariam Lhe servem de tapete.

O que chamamos de impossível, para Ele é trivial.

Jesus não nos como nos vemos.

Olho para mim e desanimo; Ele olha para mim e se regozija.

Penso em minhas falhas e decido parar.

Ele também as , e me manda prosseguir.

"Não posso!", eu digo; "Você deve!", Ele replica.

Queria ter os olhos de Jesus.

A vida seria doce, não amarga.

Eu seria confiante, não medroso.

Eu veria a oportunidade em meio à crise.


***

"Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz."

Mateus 6:22

O segredo está nos olhos, não na paisagem. A mudança começa em você, não nos outros.

Mude seu jeito de ver a vida, mude seu jeito de ser você.

Veja a vida como Cristo a vê!

25 de abril de 2014

O Que é Ser Próspero?


"Não te fatigues para seres rico; não apliques nisso a tua inteligência."

Provérbios 23:4


Certamente em algum momento da infância, você já ouviu a mais previsível de todas as perguntas: "O que você quer ser quando crescer?".

Geralmente, a lógica é simples: quanto mais rentável for a profissão escolhida, maior será o sorriso de seu interlocutor.

É incrível o quanto essa pergunta simples molda o nosso relacionamento com Deus.

Pensamos num Deus com uma prancheta na mão, que deseja que tenhamos o melhor carro da família e o celular do comercial de TV.

Um Deus que monitora nossa conta bancária, aprovando seu crescimento, e sorri ao nos ver numa manchete de jornal.

Oh, que ideia errada! Deus não mede felicidade por salários e não põe amor em bolsos. Ele sonda corações, não carteiras.

Não que Deus não goste da prosperidade, afinal, é Ele o dono de tudo que vemos e guardião do que não vemos. É importante, porém, descobrir qual é a verdadeira prosperidade e entender que ela não é medida pela quantidade de dinheiro, mas pela qualidade de vida.

Quem é mais próspero: aquele que ganha R$ 10 mil e deve R$ 11 mil ou o que ganha um salário mínimo e está com as contas em dia?

Aquele que dorme tranquilo com a bicicleta guardada na varanda ou quem se descabela para pagar o combustível do carro?

Aquele que trocou as janelas de casa ou quem precisou pôr grades em torno da mansão?

Ser próspero não é ter mais, mas sofrer menos. É por isso que somente Deus pode olhar para nós e dizer:

- Não dedique sua vida a tentar ficar rico. Não desperdice sua inteligência com isso.

Uau! Eis aí algo que não se aprende na escola.


***

"Não te fatigues para seres rico", diz o versículo no início do post.

Perceba: Deus não é contra todo tipo de fadiga, mas somente contra aquela que é inútil. Há fadigas que produzem bons resultados e não possuem contra-indicações divinas:

Fatigue-se para ser sábio.
Fatigue-se para ser santo.
Fatigue-se para ser feliz.

Eu, particularmente, sorrio ao ler a continuação do verso: "Não gaste nisso a tua inteligência".

Vá ao espelho mais próximo e você olhará nos olhos de uma pessoa esperta. Há inteligência em você, diz o próprio Deus!

E é por valorizá-la que Ele pede que você não a desperdice. Esta é, aliás, a essência do Evangelho. Jesus não deseja que desperdicemos o que temos de melhor.

Não gaste a vida com prazeres fúteis.
Não gaste o coração com pessoas vãs.
Não gaste o ar com mágoas e traumas.

Seja próspero espiritualmente!


***

Esta não é uma palavra conformista, mas desafiadora. Ela é para quem tem transformado a carreira num ponto central, quando, na verdade, ela é apenas adicional.

A vida é muito mais do que salas, poltronas e gráficos.

Sim, você pode (e deve!) querer ser um grande profissional. Só, por favor, não se esqueça de ser humano.

Que você nunca se canse a ponto de se esquecer de descansar..

24 de abril de 2014

Alma: Cuide Bem da Sua!


"Espinhos e laços há no caminho do perverso; o que guarda a sua alma retira-se para longe deles."

Provérbios 22:5


Nunca vi alguém guardar diamantes em caixas de papelão ou tesouros em sacos de lixo. Quando temos algo precioso o guardamos e, quanto mais valioso for o objeto, mais seguro será o seu esconderijo.

Imagine que você possua algo que nenhum outro ser humano possui. Outros têm coisas parecidas, mas nada igual àquilo.

Agora, imagine que este objeto é extremamente frágil e que, uma vez quebrado, jamais pode ser consertado.

Por fim, imagine que nem todo o dinheiro do mundo seria capaz de comprá-lo e que este objeto é o mais precioso bem de toda a Terra.

Agora responda: Onde você o guardaria? Ou melhor: Onde você o guarda?

O "objeto único, inestimável e frágil" é a sua alma. Você só possui uma e não poderá recuperá-la caso a perca. Nunca mais.

É surpreendente ver quão relaxados somos com nossas almas!

Elas deveriam habitar em cofres de, mas as deixamos no lamaçal da descrença.

Elas mereciam repousar em almofadas de alegria, mas as banhamos em mágoa e rancor.

Elas deveriam estar seguras, a salvo de maus conselhos e maus pensamentos. Mas, na maioria das vezes, a porta de nossa alma está aberta para quem nela quiser entrar.

É como se colássemos nela um adesivo: "Entre Sem Bater".


***

Salomão conhecia os perigos de uma alma mal cuidada. Releia o versículo no topo deste post e perceba que ele foi escrito há mais de três mil anos, mas permanece atual.

Salomão fala sobre "espinhos e laços" e ninguém os conhece melhor do que você.

O espinho do trauma.
O laço do vício.
O espinho do orgulho.
O laço do pecado.

Tudo isso faz parte da trajetória de vida de gente perversa como eu e você.

Gente que tem Deus ao lado, mas gosta mais do próprio umbigo. Gente que tem o Céu, mas se mata por salários. Gente eterna que insiste em querer coisas passageiras.

Há uma maneira, porém, de levar a vida a uma estrada aprazível. "O que guarda a sua alma retira-se para longe deles", diz o verso.

Guarde a sua alma e veja os laços caírem enquanto os espinhos se transformam em flores.

Cuide de sua alma. Regue-a. Trate-a bem. Alimente-a. Ame-a. Aceite-a.

E quando digo "alma", refiro-me ao seu coração, seus sentimentos, sua visão de mundo, seu relacionamento com Deus e com os outros.

Seu espírito está guardado em Cristo, seu corpo pode ser nutrido por vitaminas, mas sua alma possui uma porta que só pode ser trancada por você.

Mantenha-a longe de aproveitadores, esbanjadores e falsos amigos. Aproxime-a de Jesus e de tudo que Ele ensinou.

Chega de se machucar nos espinhos e se embolar nos laços. Entregue sua alma ao Deus que a criou  e Ele a preservará do mal.

E, quando o fizer, pegue a câmera e tire muitas fotos. A estrada da vida com Deus fica infinitamente mais bonita...

23 de abril de 2014

Deus Está Falando Sério


"E Sara riu, dizendo: Terei deleite depois de ter envelhecido e sendo também o meu marido já velho?"

Gênesis 18:12

Nomes: Abraão e Sara
Idades: 100 e 90 anos, respectivamente
Características: Corpos cansados, rugas à mostra, dentes caindo
Sonho: Ter um filho

Quantas fichas você apostaria neles?

O sonho de Abraão e Sara possuía muitos furos:

-> Seus ossos doíam

-> Sara nem se lembrava mais do que era menstruar

-> Eles deveriam estar pensando em bisnetos, não em filhos

É por tudo isso que eu não culpo Sara por ter dado aquela risada. Ao ouvir o próprio Deus lhe dizer que o sonho estava vivo e que ela engravidaria em breve, Sara solta uma sonora gargalhada.

Não acredito que ela estava zombando do Senhor. Apenas acho que, para uma senhora que mal aguentava se abaixar, a ideia de ter um filho por meios naturais lhe parecia uma grande piada.

Deus, porém, estava falando sério.

- Por que você riu, Sara? - Ele pergunta. - Haveria algo demasiadamente difícil para mim?

O choro do bebê Isaque e uma foto de Sara lavando fraldas nos dizem que não.

Nada é impossível para Deus. E, consequentemente, nada é impossível para os que n'Ele creem.


***

É possível que ninguém aposte sequer um centavo na sobrevivência do seu casamento, do seu emprego ou na realização dos seus sonhos.

É possível que hoje você se sinta tão longe da felicidade que sinta vontade de rir ao ouvir alguém falar sobre ela.

É possível que, aos olhos do mundo, você seja "velha demais", "inexperiente demais", "pobre demais" ou "falho demais".

É impossível, porém, que Deus não possa fazer algo por você.

Ele estava falando sério quando abriu o mar e não estava rindo quando fez cegos verem, surdos ouvirem e aleijados dançarem.

Ele fala sério quando diz que "tudo é possível ao que crê".

Por isso, anime-se, ainda que as circunstâncias sejam desanimadoras.

Deus é o único investidor que não tem medo de apostar em projetos falidos.

Aos que já erraram muito, Ele concede novas chances.

Aos que já se cansaram, Ele oferece seus braços.

Aos que já desistiram, Ele pede insistência.

O Deus que tornou fértil uma velhinha de 90 anos ainda está à solta.

Tudo que Ele precisa é que você duvide menos e creia mais...


21 de abril de 2014

O Esvaziador de Túmulos


"Disse-lhe Jesus: Teu irmão há de ressuscitar."

João 11:23


Olhe para o rosto de Marta.

Ela envelheceu quarenta anos em apenas quatro dias. Há quatro dias, seu irmão Lázaro deu seu último suspiro, morrendo ao seu lado e levando consigo um pedaço da irmã.

Agora, o corpo de Lázaro jaz num túmulo e Marta, diante dele, relembra a tragédia enquanto conversa com Jesus.

- Se o Senhor tivesse chegado antes, meu irmão não teria morrido... - Suspira a enlutada.

Palavras compreensíveis, não? Nós já dissemos coisas semelhantes em diversos momentos.

Se o Senhor tivesse chegado antes, a doença não teria voltado.
Se o Senhor tivesse chegado antes, aquele namoro teria dado certo.
Se o Senhor tivesse chegado antes, a dor não teria me vencido.

Se as palavras de Marta são comuns, a resposta de Jesus é extraordinária. Ele não diz "pois é, Marta", "a vida é assim mesmo" ou "perdão pelo atraso". O dicionário de Cristo não segue as nossas regras.

Jesus a encara e, com a naturalidade de quem anuncia que vai chover, diz:

- Teu irmão há de ressuscitar.

Por favor, não passe para a linha seguinte sem analisar o impacto dessas palavras.

Quem fala sobre ressurreição diante de um túmulo?

Quem invoca a esperança dias depois dela ter ido embora?

Quem promete o bem após testemunhar a vitória do mal?

Jesus o faz.

E a boa notícia é que a frase d'Ele não era apenas para Marta...


***

Ela é para nós.

Jesus ainda ressuscita aquilo que estava morto. E, tal qual fez com Marta, acrescenta amor onde antes só havia dor.

Apenas substitua a palavra "irmão" pelo nome do túmulo do seu coração e você descobrirá a promessa de Cristo para você.

Tua vida profissional há de ressuscitar.
Tua alegria há de ressuscitar.
Teus sonhos antigos hão de ressuscitar.

Assim como fez com o d'Ele, Jesus esvaziará o seu túmulo.

Parece uma frase sem sentido, mas nela está todo o sentido. O poder de Deus trará sentido às suas lágrimas. E é aí que você descobrirá que o seu Lázaro morreu para que você pudesse sorrir...


***

Foi o que aconteceu com Marta. Ao escutar a promessa, ela pensou estar com cera nos ouvidos.

Alguns minutos depois, porém, viu seu irmão sair do túmulo, talvez mancando devido à câimbra, mas cheio de ar nos pulmões.

Lázaro morrera. Houvera um velório com direito a lágrimas, dor e perda. Mas, no fim (não é ele que importa?), ele estava lá: Sorrindo. Respirando. Jantando. Vivo.

Eis o que Jesus fará com suas dores. Ele as permitirá para que elas se transformem em testemunhos. Na família de Lázaro, o dia mais triste se tornou na história mais linda.

Você consegue se animar ao pensar nisso? As lágrimas de hoje regarão os sorrisos de amanhã.

Aguente só mais um pouquinho em frente ao túmulo. Não importa quão forte ele pareça, aquilo que ele guarda há de ressuscitar...

2 de janeiro de 2014

Construtores e Sentinelas


"Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela."

Salmos 127:1


É inútil tentar construir algo sem Deus.

Você pode usar a melhor estratégia, traçar o melhor plano e escalar os melhores ajudantes, mas o resultado será o mesmo: fracasso.

Sem Deus, a vida não funciona.

O salmista comparou esta realidade à construção de uma casa e sua conclusão foi simples, mas certeira: um batalhão de pedreiros não conseguem construir uma casa sem a ajuda de Deus.

Eles até podem pegar cimento, ajuntar tijolos e montar o telhado. Sem Deus, sua construção cairá.

Você, aliás, não precisa ser pedreiro para saber disso. Basta se lembrar das construções solitárias às quais você já se dedicou.

O namoro onde sua carne tentava calar o Espírito.

A faculdade para a qual você foi, mesmo sabendo que não deveria ir.

O sonho que era cultivado não por sua , mas por sua vaidade.

Todos nós temos "prédios desabados" em nosso passado e alguns de nós choram sobre suas ruínas até hoje. Propósitos que se baseavam em nós, não em Deus.

Coisas que, parafraseando o salmista, fizemos em vão. Ah, como essa expressão combina conosco!

Em vão tentamos acertar sozinhos.

Em vão tentamos viver por conta própria.

Em vão tentamos ser felizes sem perdoar.

Somos construtores teimosos, tentando erguer muros onde Deus idealizou pontes e colocando portões onde Ele gostaria que houvessem jardins.

Se este tem sido o retrato de sua vida, talvez 2014 deva ser o seu "Ano da Aposentadoria".

Aposente sua autossuficiência.

Aposente seu orgulho.

Aposente seu nariz arrebitado.

E, acima de tudo, passe a confiar em Deus! Ele é, seguramente, um construtor mais qualificado do que você.

Ele chama de pluma o que chamamos de peso.

Ele chama de lição o que chamamos de derrota.

Ele chama de recomeço o que chamamos de fim.

A arquitetura da vida possui uma única regra: Sem Ele, é tristeza. Com Ele, é júbilo


***

Construtores, porém, costumam ter dois empregos.

De dia, constroem a vida que querem. À noite, ficam vigiando aquilo que construíram.

"Se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela", diz o versículo do início do post.

Você já conheceu alguma "sentinela da vida"?

Pessoas que carregam o mundo nas costas porque pensam que ele vai cair?

Pessoas que sorriem pouco e estudam muito? (Esta merece um parêntese: Estudar é uma bênção. Maldição é pensar que "ter uma carreira" é o melhor que Deus tem a oferecer)

Pessoas de carteiras cheias e corações vazios?

As sentinelas possuem o pior emprego do mundo: protegem aquilo que não são capazes de guardar.

O amanhã não é seu, então por que perder o sono pensando nele?

As conquistas não serão para sua glória, então porque dedicar a vida a elas?

Más notícias são inevitáveis, então por que se descabelar ao receber uma?

Ouse relaxar e deixe Deus guardar a sua vida!

Ele é (infinitamente) mais forte.

Ele é (infinitamente) mais sábio.

Ele é (infinitamente) mais poderoso.

Entre a sua vontade e o propósito d'Ele, não hesite em anular a primeira para que o segundo se cumpra.

Deus pode fazer o que você não pode.

Deus pode vencer a quem você não vence.

Deus sabe do que você não sabe.

A vida é simplificada pela e dificultada pelo medo. Por isso, escolha qual dos dois será o seu guia.

Deixe Deus construir seu futuro; deixe Deus guardar seu presente.

Enquanto você descansa, Ele trabalha.

Enquanto você dorme, Ele provê.

Enquanto você confia, Ele age.

Você preferirá viver em Cristo ou em vão? Esta é, no fim, a grande questão.

25 de dezembro de 2013

Anjos na Janela, Deus na Terra


"Mas o anjo lhe disse: 'Maria, não temas; porque achaste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus."

Lucas 1:30,31


Maria foi a primeira a experimentar o Natal.

Ela o viveu, antes mesmo que ele existisse.

Nós trazemos a Jesus no coração, mas somente ela teve o privilégio de carregá-Lo no ventre.

Maria foi a única a conhecer a Jesus antes que Ele nascesse e a única a receber a visita do anjo Gabriel na sala de sua casa.

Subitamente, sem aviso prévio ou convite enviado via Facebook, Gabriel adentra e anuncia:

- Deus te elegeu para a mais nobre de todas as tarefas. Você está grávida. Não de homens, mas do Espírito. Não temas. E, a propósito, chame este filho de Jesus.

Aí está.

Em dois minutos, Maria deixa de ser uma camponesa israelita da qual nunca ouviríamos falar para se tornar a mãe terrena do Deus celestial.

O Natal é isso. É Deus visitando seu povo e tirando-o de uma existência comum enquanto lhes apresenta uma vida extraordinária.

Quando Jesus nasceu, o pecado morreu.

Quando aquele Deus-Bebê chorou, o Céu sorriu.

Quando Maria tomou o bebê Jesus nos braços, era Ele quem, na verdade, nos pegava pela mão.


***

Por favor, interrompa a leitura por um instante, tire os olhos do computador e veja se tem um anjo entrando por sua janela.

Se sim, depois me conte o que ele disse.

Se não, não desanime.

Há cerca de 2000 anos Deus não precisa mais exclusivamente de anjos para enviar recados a seus filhos. Ele próprio veio - e ainda vem - dar o recado, que costuma ser escrito de várias formas.

Talvez o seu "anjo na janela" seja uma porta aberta, um diploma conquistado, uma pessoa amada. Enfim, um sorriso.

O importante é que você saiba que, tal qual Maria, você não veio ao mundo a passeio. Você não foi gerado para tarefas comuns, mas foi criado sob medida para missões extraordinárias.

Comemorar o Natal é celebrar a um Deus que desceu do Céu para nos buscar e revelar o quanto somos importantes, apesar de impuros, e impuros, apesar de importantes.

Um Deus maior do que o universo, mas que aceitou (e planejou!) diminuir-se a ponto de caber no ventre de uma jovem.

O Natal é a oportunidade de adorar ao Deus-Bebê. Àquele que, antes de curar cegos com suas mãos, curou nossas almas com sua chegada.

Jesus já usou fraldas.

Jesus já chorou pedindo colo.

Jesus já engatinhou no chão poeirento.

Ele poderia ter descido do céu num cometa ou simplesmente se teletransportar para cá aos 30 anos de idade, mas decidiu vir como um de nós. Decidiu ser um de nós.

É comum celebrarmos o poder de Cristo, mas o Natal é a oportunidade de falarmos sobre seu caráter. E é este caráter, manifesto num Deus incapaz de deixar de amar, que deve nos encher de esperança.

Deus ainda envia anjos até nós.

Ele ainda concede perdão aos indignos.

Ele ainda dá grandeza aos pequenos.

Ele ainda vem buscar os perdidos.

Neste Natal, não apenas comemore o nascimento de Cristo, mas permita que Ele nasça em todas as áreas de sua vida.

Jesus não deseja habitar em presépios, mas em corações. De nada adiantará admirá-Lo sem servi-Lo.

E, enquanto isso, esteja sempre atento às janelas. Nunca se sabe quando um anjo virá fazer uma visitinha...

26 de agosto de 2013

Des(amparo)


"Se tu podes fazer alguma coisa, tem compaixão de nós, e ajuda-nos."

Marcos 9:22


Aquele não foi o melhor dos apelos.

Ele não estava muito confiante ou seguro. Pelo contrário. A cada instante, a sensação de estar no lugar errado aumentava.

Por isso, ele chorava, ainda que muitos estivessem vendo.

Seu filho estava ali, vitimado há anos por um demônio. Não falava ou ouvia. Tinha convulsões terríveis e vivia tentando se matar.

Nenhum médico trouxe-lhe soluções. Nenhuma tática lhe trouxe alívio.

Até que lhe falaram do tal Jesus. Lhe disseram que Ele curava cegos, paralíticos e afins...

Ele então pega seu filho e viaja ao encontro do Mestre. Chegando lá, porém Jesus não está. Os discípulos tentam ajudá-lo, colocando as mãos sobre a cabeça do menino, mas o demônio não sai.

Pior: o menino começa a se debater violentamente no chão e todos ao redor já se preparam para vê-lo desfalecer.

Até que Jesus chega e aquele pai lança suas últimas fichas.

- Se você puder fazer alguma coisa... - Ele diz, enquanto Cristo o observa.

Convenhamos: "Se" não parece ser a palavra ideal para se dizer àquele que acalmou o mar.

Jesus, porém, não parece se ofender e responde:

- Eu posso, se você crer. Tudo é possível ao que crê.

- Eu creio, Senhor! Ajuda-me na minha incredulidade...

Mais uma frase confusa. "Creio" e "incredulidade" parecem não combinar.

Mas para Jesus, basta.

Ele cura o menino. Ele expulsa o demônio. Ele o que aquele homem nunca teve: Paz.


***

Desamparo.

Eis a palavra ideal para resumir o que aquele pai sentia.

Ele tinha um grande problema e ninguém era capaz de ajudá-lo.

Ao ver Jesus, ele creu, mas.... Bem, é esse "mas" que costuma estragar tudo.

O pai, porém, não se rendeu.

- Eu creio! - Disse. - Mas ajuda-me a crer...

É como se ele dissesse: "Senhor, eu quero crer. Então, por favor, me ajude a parar de olhar para esses rostos incrédulos. Faça o meu filho viver! Me ajude a não ver as circunstâncias!".

As palavras dele são a minha deixa. Será que tenho leitores tão desamparados quanto aquele pai?

pequena, problema grande.

Incomodamente cercado, porém desesperadamente sozinho.

Lutando, mas quase esmorecendo.

E se emocionando enquanto lê isto e pensa: "Ele está falando de mim!".

Jesus foi o último recurso daquele pai. Sua última chance.

Para chegar ao Mestre, ele precisou desistir dos médicos. Para alcançar o milagre, ele precisou desistir dos roteiros.

Você também precisará desistir de algumas coisas para chegar até Jesus.

Como disse no início deste texto, aquele pai não era o Superman.

Tinha dúvidas.

Tinha medo.

Tinha raiva.

Mas ainda lhe restava um pouquinho de .

E, acredite, Jesus não resiste a ela.

Ele nunca exigiu corações perfeitos, mas sempre confessou amar os sinceros.

Aos desamparados, a frase d'Ele ainda é a mesma: "Tudo é possível ao que crê".

Note algo especial: Ele não disse que tudo é possível "aos fortes", "aos bons" ou "aos inabaláveis".

No Reino d'Ele, basta-nos crer e obedecer.

Basta conservar a chama, mesmo em meio ao vento forte.

Jesus não se aposentou.

Ele ainda é o nocauteador de desamparos e o benfeitor dos desamparados...

12 de agosto de 2013

Hoje, o Pasto; Amanhã, o Trono


"Disse o Senhor a Samuel: 'Até quando terás pena de Saul, havendo-o eu rejeitado, para que não reine sobre Israel? Enche um chifre de azeite e vem; enviar-te-ei a Jessé, o belemita; porque, dentre os seus filhos, me provi de um rei.'"

1Samuel 16:1


É incrível quanta coisa está acontecendo no mundo sem que saibamos.

Neste momento, alguém que não conhecemos nasceu.

Neste, alguém morreu.

Ao redor do globo, pessoas estão chorando, sorrindo, praguejando ou agradecendo.

Aliás, nem precisamos ir tão longe. Quantas coisas estão acontecendo neste exato momento com você sem que você saiba?

Com Davi foi assim.

Naquela manhã, ele, ainda adolescente, acordou como em um dia qualquer.

Tomou café, escovou os dentes e foi para o pasto.

Harpa numa mão, livro de salmos na outra, Davi chamaria aquele dia de "comum". A poucos quilômetros dali, porém, Deus encomendava o extraordinário...


***

Deus e Samuel conversavam. Saul, rei de Israel, precisava ser substituído.

Deus iria ungir alguém.

- Vá até a casa de um homem chamado Jessé, Samuel. Um dos filhos dele será o novo rei. - Decretou o Senhor.

Esse "um dos filhos dele" - um molecote chamado Davi - estava limpando cocô de ovelha enquanto era alçado ao trono.

É incrível, não?

Naquela manhã, Davi nem sonhava que Samuel ia ao seu encontro. Hoje, talvez, você nem imagine quem está indo até você...


***

Preciso mesmo dizer que há Samuels vindo ao seu encontro neste exato instante?

Em algum lugar, Deus acaba de dar uma ordem ao seu respeito.

Seu futuro marido (que você ainda nem conhece!) acaba de receber um afago de Deus.

Seu futuro patrão (que você ainda nem conhece!) acaba de ver seu currículo.

Seu futuro ministério (que você ainda nem conhece!) acaba de ser fundado.

Ou seja, você não está vendo nada, mas Deus está providenciando tudo.

Para descobrir isso, você precisará estar a postos.

Já imaginou se Davi desse uma de rebelde naquele dia? E se ele decidisse fugir ou dormir até tarde?

Se Davi não estivesse no pasto, acabaria perdendo o trono.

Perderia uma unção extraordinária apenas por não tolerar mais um dia comum.

Mas isso não aconteceu. Ele estava onde deveria estar.

Faça o mesmo.

Se sua vida anda "comum" até onde seus olhos alcançam, comece a pensar nas coisas que só o seu coração pode ver.

Há um Samuel vindo até você.

Uma bênção.

Uma vitória.

Uma resposta.

E, principalmente, uma unção.

Deus não precisa te dar satisfações ou provas. Ele trabalha com promessas.

Davi compunha salmos naquele pasto sem graça. Chegou a hora de você fazer o mesmo. Louve a Deus nesse emprego ruim, nessa solteirice incômoda ou até mesmo nessa tempestade assustadora.

Faça tudo isso crendo que há algo maravilhoso a caminho.

Permaneça onde Deus quer e Ele virá te visitar. Dias comuns são a sala de espera do consultório de um Deus extraordinário!


3 de agosto de 2013

Amo sem ser correspondido(a). E agora?


Entendo com facilidade a Bíblia quando ela fala que Deus "nos amou primeiro".

Aconteceu o mesmo entre mim e Helen. Nesse caso, eu a amei primeiro.

Nós nos conhecemos durante um projeto missionário. Eu me apaixonei logo. Ela não. Deus só me deu o seu amor dela algumas semanas depois, quando passamos a conversar diariamente pelo MSN.

Se eu tivesse desistido, teria perdido a esposa mais incrível que o Universo já viu. Se eu tivesse desistido, teria perdido um pedaço de mim mesmo.


***

Talvez você, que neste exato momento está pensando numa pessoa que não está pensando em você, se identifique com este testemunho.

O que fazer quando amamos alguém que não nos ama?

Sei que você deseja ouvir uma resposta-padrão, mas, infelizmente, ela não existe.

Eu seria irresponsável se dissesse "Continue gostando e orando, um dia ele(a) se apaixonará por você!". Da mesma forma, estaria desrespeitando minha própria história se te aconselhasse a desistir.

Somente Deus conhece a identidade da "metade" que Ele separou para você.

Não se engane: você, suas amigas mais 'experientes' e eu não sabemos de nada. Só Ele sabe.

O verbo "esperar" é o guia do apaixonado. Quem ama, espera. Mas, se somente Deus pode te dar certezas acerca desta espera, a Bíblia pode nos dar pistas sobre ela.

Há pelo menos 3 tipos de "gosto dele(a), mas ele(a) não gosta de mim" extremamente destrutivos. Vamos a eles:

1) Você o(a) ama, mas ele(a) te maltrata

Como disse, Helen não me amava. Mas preciso dizer que ela sempre foi doce comigo.

Nunca me humilhou, destratou, desonrou, diminuiu.

Infelizmente, há pessoas que se apaixonam por carrascos! Pessoas preciosas que se sujeitam a um tratamento medíocre.

Não entregue seu coração a quem não sabe o valor que ele tem.

Jesus um dia nos aconselhou a jamais dar pérolas a porcos. Eles simplesmente não sabem lidar com elas. Jogam no chiqueiro aquilo que deveria estar no porta-joias.

Não faça o mesmo com o seu amor. Ele é especial demais para ser dado a qualquer troll da esquina.

Lembre-se: Uma boa princesa pode até tolerar sapos, mas não caçadores.


2) Você o(a) ama, mas ele(a) não ama Deus

Não conheci Helen na porta de uma balada, mas na de uma igreja.

Obviamente, é possível que Deus queira te usar na vida de alguém , permitindo que você seja um instrumento na vida de seu amado(a). Isso, porém, é uma exceção, não uma regra.

Nosso Blog recebe inúmeros e-mails de moças machucadas por amarem rapazes que sequer honram a Deus.

Seu aquele por quem você suspira não respeita o Deus que você ama, tome cuidado.

Se imaginá-lo na igreja é mais difícil do que imaginá-lo ao seu lado, tome mais cuidado ainda.

A verdade dói, mas evita dores ainda maiores: Não se engane. Ninguém te amará de forma plena antes de ser um cristão pleno.

É impossível amar o outro sem antes amar a Deus.

3) Você o(a) ama, mas ele(a) está comprometido(a)

Helen nunca havia beijado alguém antes de mim e eu nunca havia beijado alguém antes dela. Fomos o "primeiro" um do outro e isso é um grande privilégio!

Talvez você não possa mais ter este privilégio (já beijou um "caçador" disfarçado de príncipe), mas ainda pode ter o de beijar alguém que é seu. Alguém que não foi conquistado por você, mas enviado por Deus.

Vejo pessoas "esperando" que a pessoa amada largue outra e posso imaginar o coração de Deus se partindo.

Querida, não viva de restos. Se você tivesse um banquete à mesa, iria até a lata de lixo da esquina?

Você possui uma Promessa Divina. Jamais - em hipótese alguma - a troque por um Prazer Terreno.


***

Espere sempre, mas não se humilhe nunca. A espera do apaixonado é regada a esperança, não a sofrimento.

Quando declarei meu amor a Helen, ela disse "não". Eu sofri muito e fui dormir chorando. Perguntei a Deus "por quê?", mas também Lhe pedi forças para virar a página.

Eu confessei minha tristeza, mas me neguei a transformá-la em prostração.

No dia seguinte, ela me procurou e começamos a namorar.

É como eu disse: nada é impossível para Deus em Suas Promessas.

O que não pode acontecer é esquecer-se de si mesmo enquanto se ama alguém.

Como legítima princesa amada, você nunca pode se sentar nas ruas sujas da amargura.

Espere, mas não se desespere!